Dia Mundial da Contrafação: IFPMA e organizações africanas apelam à sensibilização para risco dos medicamentos falsificados

No Dia Mundial Anti-Contrafação, que se assinalou a 10 de Junho, a IFPMA – International Federation of Pharmaceutical Manufacturers and Associations, em parceria com associações da indústria farmacêutica de todo o continente africano organizou um evento intitulado “Eliminação de Medicamentos Falsificados em África: que contributo do enquadramento legislativo”, para debater a temática dos medicamentos falsificados em África e delinear uma resposta assertiva para eliminar esse flagelo na região.   

Organizado em parceria com a Novartis, o evento promoveu a reflexão sobre a importância da legislação, dos mecanismos de fiscalização, da intervenção das entidades reguladores, da resposta comunitária e da sensibilização.

No âmbito deste evento, a IFMA e as organizações participantes subscreveram uma declaração conjunta em que apelam às organizações africanas e globais de saúde para que promovam a sensibilização generalizada para o perigo inerente à distribuição de medicamentos e produtos terapêuticos falsificados ou de qualidade não reconhecida, em particular num período tão desafiante para a saúde, a nível global, como o atual.

O conteúdo integral desta declaração pode ser consultado no seguinte link.

Participaram neste evento e subsceveram também esta declaração a AREPI – Association of Representatives of Ethical Pharmaceutical Industries, a IPASA – The Innovative Pharmaceutical Association of South Africa, a KAPI Kenya Association of Pharmaceutical Industry e a LIPAAssociation des Industriels Pharmaceutiques en Afrique Francophone Subsaharienne