Institut Catalá de la Salut demonstra a eficiência da implementação de standards GS1 no sistema de saúde

A GS1 Portugal promoveu, no dia 22 de junho, em suporte digital, a 30ª Reunião do Healthcare User Group (HUG), que contou com a participação de representantes de várias entidades no setor da saúde, ao longo de toda a cadeia de distribuição, entre os quais Manel Martinez, da GS1 Espanha, que apresentou o caso de sucesso do país vizinho na implementação de standards GS1.

Representantes da indústria farmacêutica, de grupos de farmácias, de unidades hospitalares, de associações setoriais e profissionais de saúde juntaram-se para debater temas relevantes para o setor, em particular, nesta 30.ª reunião, a “Legislação, Comunicação e a aplicação dos Standards GS1”.

“Em Espanha, 64% de todos os gastos em bens e serviços nos centros de saúde correspondem a questões de logística e, por isso, identificamos aqui uma oportunidade de reduzir esses mesmos custos e aumentar a eficiência”, afirmou Manel Martinez.

Como caso de sucesso da materialização desta ideia, o responsável da GS1 Espanha deu o exemplo do Institut Català de La Salut (ICS), que adotou um sistema de aquisição de bens e serviços de forma central. “A partir de 2018, o catálogo de produtos e serviços a contratar passou a ser centralizado, acessível a todos os hospitais, permitindo a utilização de um único operador logístico. Este novo sistema permitiu reduzir custos logísticos e de gestão de stocks, garantindo um maior controlo quanto a disponibilidade e eminência de rutura, agilizando a articulação com os fornecedores”, explicou.

Utilizando standards GS1 como a Global Data Synchronisation Network (GDSN), foi possível garantir a segurança da informação, melhorar a eficiência do processo e evitar duplicação de dados. “Acima de tudo, há um grande benefício económico e uma maior segurança para o paciente”, concluiu Manel Martinez.