ISQua e GS1 unem esforços para melhorar qualidade de Cuidados de Saúde em hospitais à escala global

A colaboração entre a ISQua e a GS1 visa promover e encorajar a ligação entre a acreditação e a implementação de standards harmonizados em hospitais, para a identificação automática de pacientes, prestadores de produtos e de serviços de Saúde em hospitais.

O fornecimento de cuidados de Saúde de alta qualidade é vital para os hospitais. Contudo, assume-se ao mesmo tempo como um grande desafio para as mesmas unidades de Saúde, confrontadas amiúde com aumentos constantes em volume de trabalho, legislação, alterações demográficas e também em patologias e custos. É exatamente por essa razão que as entidades que acreditam os hospitais em todo o mundo dependem, cada vez mais, do uso dos standards de acreditação ISQua e da força dos standards GS1 para melhorar a segurança do paciente e atuar sobre as eventuais ineficiências em processos.

Miguel Lopera, CEO e Presidente da GS1, afirmou: “o empenho nesta colaboração comprova o papel crescente dos standards GS1 enquanto garante da qualidade em hospitais, dado que ajudam a evitar os erros e a criar processos mais eficientes, permitindo assim que o pessoal hospitalar se concentre nos cuidados aos paciente”.

A ISQua é a líder global responsável pela avaliação dos standards credenciados por agências locais, nacionais e globais. Em contrapartida, estas agências de acreditação definem os parâmetros de referência (benchmarks) em segurança na Saúde e na qualidade de hospitais, lutando pela respetiva acreditação pela ISQua. Posteriormente, os hospitais optam por colaborar com agências acreditadas pela ISQua, por forma a conquistarem um estatuto que lhes permite assegurar a pacientes e outros Stakeholders que os serviços normalizados prestados oferecem a maior segurança e qualidade.

Peter Carter, CEO da ISQua, disse: “uma abordagem global à melhoria da qualidade da Saúde é essencial aos interesses dos pacientes e das suas famílias e uma parceria entre a ISQua e a GS1 vai permitir-nos atingir mais facilmente este objetivo importante e vital”.

A vasta maioria dos produtos de Saúde, dispositivos médicos e consumíveis médicos utilizados em hospitais e outras unidades prestadoras de cuidados de Saúde, inclui, hoje, códigos de barras GS1, permitindo assim uma mais segura administração, encomenda, troca, devolução e rastreabilidade. Por outro lado, as agências de regulação e jurisdição em mais de 65 países reconhecem os standards GS1 para a identificação medicamentos e dispositivos médicos. Os standards GS1 são, em simultâneo, a chave para identificação do prestador de cuidados de Sapela ISI e os standards CEN (CEN/ISO TS 18530).raç prestadoras de cuidados de Sae Sadados de Saúde – reconhecidos pelos standards ISO e CEN (CEN/ISO TS 18530).