Nielsen ajuda a selecionar o influenciador ideal

A constante transformação verificada no mercado digital fez emergir um novo stakeholder essencial: os influenciadores de social media. Estes novos agentes vieram revolucionar a forma como as marcas posicionam estrategicamente a comunicação com os seus targets. Assinalando o Dia Mundial das Redes Sociais, a Nielsen apresenta uma solução que ajuda a selecionar qual o influenciador ideal para promoção de um produto ou serviço.

Fonte: Nielsen

“Conquistando o acesso a uma audiência vasta, o influenciador consegue persuadir os seus seguidores por mérito da sua autenticidade e pelo alcance de um nicho segmentado que reconhece a sua autoridade no assunto e considera a sua opinião uma referência para as suas atitudes e decisões de compra”, explica João Otávio, Client Development Senior da Nielsen.

Para dar suporte às marcas no processo de seleção de influenciador, a Nielsen Sports & Entertainment elaborou uma metodologia que fornece uma visão holística do status quo dos influenciadores. Nesse sentido, esta seleção deve ser estratégica, orientada por objetivos e, acima de tudo, confiável, algo que é garantido pela solução “Influencer Selection Model”.

COMO IDENTIFICAR O INFLUENCIADOR QUE FAZ O MATCH PERFEITO COM CADA MARCA?

O “Influencer Selection Model” assegura um processo de seleção objetivo e confiável através da análise de quatro dimensões – Alcance, Fit da Marca, Envolvimento e Retorno, que cruzam com múltiplas variáveis, construindo um ranking.

Influencer Selection Model
Alcance Fit da Marca Envolvimento Retorno

A avaliação do Alcance é feita através de variáveis como o número de seguidores, a percentagem daqueles que correspondem ao target da marca, a veracidade desses mesmos seguidores (ou seja, se não se tratam de contas falsas, por exemplo), a sua acessibilidade e o alcance médio que o influenciador consegue alcançar por cada post.

A segunda dimensão passa por compreender em que nível de Fit com a Marca é que o influenciador se insere, através da medição de métricas como a saturação de marcas no conteúdo dos posts, os principais temas abordados no feed, o interesse demonstrado pelos seguidores e as menções positivas ou negativas geradas pelo influencer.

O nível de Envolvimento é outro fator tido em conta durante o processo de seleção, analisando-se as variáveis de rate per post, a performance do anúncio, a qualidade do envolvimento e as menções nas redes sociais.

O Retorno mede o valor gerado por cada publicação regular e por cada post patrocinado por determinada marca.


“O Marketing de influência é já parte integrante das atuais tendências de estratégias de comunicação”


“Influenciar e produzir conteúdo digital tornou-se uma profissão consolidada e bastante concorrida, e cada vez surgem mais influenciadores no mercado nacional, desde macro a micro. O recurso a este tipo ativação por parte das marcas tem sido cada vez mais utilizado para comunicar serviços ou produtos, sendo que o marketing de influência é já parte integrante das atuais tendências de estratégias de comunicação. Neste Dia das Redes Sociais, é fundamental compreender o impacto desta nova realidade, que se tornou num novo eixo de comunicação a ter em conta nas estratégias modernas das marcas e retalhistas”, conclui João Otávio.