Portugal com mais 414 mil idosos

Os primeiros dados dos Censos 2021, realizado pelo INE, mostram um aumento de 414 mil residentes no país com 65 ou mais anos. Em 217 freguesias representam mais de metade da sua população.

Os resultados provisórios dos Censos de 2021 do INE, que a Marktest disponibilizou, indicam que, em Portugal, residem um total de 10 344 802 indivíduos, menos 217 376 do que no anterior Censo, de 2011. Este valor corresponde a um decréscimo de 2.1%.

Fonte: Marktest

Mas nem todos os grupos etários evoluíram da mesma forma. O país ficou mais velho, com menos efetivos dos grupos etários mais jovens e com mais efetivos dos grupos etários mais velhos. Em 10 anos, Portugal aumentou em 414 mil o número de residentes com 65 e mais anos, que agora totalizam 2 424 122 indivíduos.

Enquanto em 2011 este grupo representava 19.0% do total de residentes, em 2021 representa 23.4%. Ou seja, quase uma em quatro pessoas que reside no nosso país tem mais de 64 anos.

Esta situação tem também muitas diferenças no território. A Região Autónoma dos Açores permanece a mais jovem, com 16.5% de idosos, ao contrário do Interior Norte, onde 27.1% dos residentes tem mais de 64 anos.

E, refinando a análise por freguesia, encontramos ainda mais diferenças, com 217 freguesias habitadas maioritariamente por idosos. Em 2011 esta situação observava-se em 87 freguesias.

A freguesia de Santana (Nisa) é a que apresenta um maior peso desta população. Aqui, 74.7% dos residentes tem mais de 64 anos. Em Nave de Haver (Almeida), U.F. Rochoso e Monte Margarida (Guarda), Aldeia do Bispo (Sabugal), Coriscada (Mêda), Santo André das Tojeiras (Castelo Branco) e Outeiro (Bragança) pelo menos 2 em cada 3 residentes tem mais de 64 anos.

Em sentido oposto, em Rabo de Peixe (Ribeira Grande), Fenais da Luz (Ponta Delgada), Santa Bárbara (Ribeira Grande), Calhetas (Ribeira Grande), Ribeirinha (Horta), Cabouco (Lagoa, Açores) e São Vicente Ferreira (Ponta Delgada) os residentes com mais de 64 anos não atingem 10% do total.

Face ao Recenseamento de 2011, foi nas freguesias de Ribeira Seca (Ribeira Grande), Palhais (Trancoso) e Santa Bárbara (Ponta Delgada) que a proporção de idosos mais aumentou, tendo duplicado nos últimos 10 anos. E em Ribeirinha (Ribeira Grande) e Remelhe (Barcelos) aumentou mais de 90%.

Já nas freguesias de Santa Bárbara (Angra do Heroísmo), Longueira/Almograve (Odemira), Ribeira Seca (Calheta), São Teotónio (Odemira), João Antão (Guarda), Vaiamonte (Monforte), Santiago Maior (Castelo de Vide), Vila Franca do Deão (Guarda), U.F. Avelãs de Ambom e Rocamondo (Guarda), Boavista dos Pinheiros (Odemira), Arroios (Lisboa), Piódão (Arganil) e Lomba de São Pedro (Ribeira Grande) a proporção dos mais idosos baixou mais de 20% entre os dois Recenseamentos.

Contacte a Marktest para mais informações sobre este assunto.