Registo de Saúde Eletrónico, ferramenta de monitorização e concurso da UNICEF em debate no HIG

O Healthcare Interest Group (HIG), Grupo de Trabalho da GS1, a nível global, reuniu no dia 1 de julho para refletir sobre iniciativas previstas e em curso no setor da saúde, em que as organizações membro da GS1 e seus associados podem ter interesse. Uma nova ferramenta de monitorização, o Registo de Saúde Eletrónico e a participação num concurso da UNICEF foram alguns dos temas abordados.

Els van der Wilden, Diretora da Unidade de Healthcare Providers da GS1 Global, apresentou uma ferramenta interativa de monotorização de vários parâmetros a nível global relacionados com a segurança do paciente. Como destacou, esta ferramenta assente na partilha de informação em quatro campos – informação geral, informação relacionada com medicação, informação relacionada com dispositivos médicos e informação relacionada com procedimentos – permitirá estabelecer um benchmark e obter dados comparáveis entre países.

No âmbito da mesma reunião, Claire Clarke, Diretora de Healthcare Engagement da GS1 Global, apresentou os mais recentes desenvolvimentos no que se refere aos Registos de Saúde Eletrónicos. Como destacou, com base nos resultados de um inquérito enviado a todas as organizações membro da GS1 com vista a perceber que países dispõem de Registos de Saúde Eletrónicos, foram identificadas necessidades de formação, tendo sido acordada uma abordagem global que permita apoiar as iniciativas locais. Como sublinhou Clare Clarke,  “Um Registo de Saúde Eletrónico constitui um acervo digitalmente sistematizado de informação de saúde de caráter individual, de doentes, e populacional, de uma comunidade ou país. Estes Registos podem ser partilhados entre diferentes instituições de saúde, nacionais e internacionais. Os prestadores de serviços e soluções tecnológicas que permitem a criação destes Registos de Saúde Eletrónicos apelam à adoção de standards, nomeadamente, de GSRN – Global Service Relation Number, GLN – Global Location Number e GTIN – Global Trade Item Number e de processos uniformizados, tais como a identificação de produtos, doentes e localizações”. Como referiu, com base nestes Registos, os prestadores de cuidados de saúde poderão adotar standards GS1 para identificar os seus doentes, produtos terapêuticos e localizações, garantindo a segurança dos doentes e acrescida eficiência operacional.

Nesta reunião, Ulrike Kreysa, Vice-Presidente da GS1 Global para o Setor da Saúde, e Geraldine Lissalde-Bonnet, Diretora de Políticas Públicas de Saúde da GS1 Global, apresentaram o concurso aberto pela UNICEF para a Coordenação e Co-Criação de Rastreabilidade com Parceiros para além do contexto pandémico, um concurso a que a GS1, a nível global, dará resposta no âmbito das respetivas Iniciativas de Rastreabilidade.

O HIG – HealthCare Interest Group é um grupo de especialistas em saúde de todas as organizações-membro da GS1 que reúne com periodicidade mensal com objetivos informativos, de partilha de atividades e projetos, permitindo assim o alinhamento estratégico. A moderação é garantida pelo Global Office da GS1.