Seguir marcas no Instagram quadruplica em 5 anos

A maioria dos utilizadores portugueses seguem marcas nas redes sociais e atribuem grande importância à sua presença nessas plataformas. O Instagram tem ganhado relevância, quadruplicando em 5 anos.

Font: Marktest

De acordo com os dados do estudo Os Portugueses e as Redes Sociais da Marktest, a maioria dos indivíduos com perfil criado em redes sociais segue nessas plataformas (ou é fã de) empresas ou marcas (55.1%), valor mais elevado junto das mulheres, indivíduos dos 25 aos 44 anos, dos residentes na Grande Lisboa e Grande Porto e dos indivíduos das classes sociais mais elevadas.

Quem refere seguir marcas nas redes sociais continua a dar primazia ao Facebook, que permanece a rede mais utilizada para o efeito, mas o crescimento do Instagram tem sido notável, multiplicando por 27 os resultados do primeiro ano em que analisámos este indicador e quadruplicando o observado há cinco anos, ao passar de 15.2% em 2016 para 65.8% em 2021.

Este crescimento do Instagram é acompanhado pelo decréscimo do Facebook, que passa de 94.5% em 2016 para 78.1% em 2021.

Neste último ano, o Youtube surge como terceira rede mais relevante, com 14.0% de referências junto de quem assume seguir marcas nas redes sociais.

A análise realizada teve como base os resultados de 2021 do estudo Os Portugueses e as Redes Sociais da Marktest. Este estudo analisa o universo constituído pelos residentes no Continente com idade entre 15 e 64 anos utilizadores de redes sociais.

Contacte a Marktest para mais informações.