Sustentabilidade liga retalhistas e marcas a consumidores conscientes

Agora, mais do que nunca, os consumidores estão a comprar produtos que se alinham com os seus valores pessoais, especialmente produtos sustentáveis em todas as categorias.

Fonte: NielsenIQ

A sustentabilidade é uma questão corporativa

Os consumidores estão conscientes de que a grande maioria dos seus resíduos de produtos e embalagens provêm do seu supermercado local; a maioria concorda que os fabricantes de produtos têm a responsabilidade de abordar a questão. De acordo com o nosso inquérito de sustentabilidade para 2020, 82% das famílias canadianas concordam que a sustentabilidade é uma questão importante.

No ambiente de retalho atual, os consumidores querem sentir-se empoderados pela sua capacidade de fazer compras de forma sustentável. Já não basta que as empresas digam que esperam fazer escolhas ambientais responsáveis no futuro — os consumidores estão agora a exigir mudanças. 

Os consumidores compram produtos com um compromisso claro para uma definição mais ampla de um futuro sustentável; empresas, retalhistas e fabricantes que apoiam a responsabilidade social e a sustentabilidade do planeta terão uma vantagem competitiva a longo prazo. Por outras palavras: negligenciar a sustentabilidade significa deixar dinheiro em cima da mesa.

Pandemia transforma esforços sustentáveis em foco

Durante a pandemia, verificou-se um aumento acentuado da preocupação dos consumidores com as comunidades locais, nomeadamente o bem-estar dos supermercados e dos funcionários da cadeia de abastecimento alimentar. Estes trabalhadores da linha da frente tornaram-se heróis do coletivo: muitos consumidores reconhecem as contribuições e os riscos que os trabalhadores da cadeia de abastecimento enfrentam e esperam proteger os direitos humanos que merecem. 

Na categoria Cerveja, Bebida de Malte com Sabor e Sidra, os produtos com o atributo Fair Trade tiveram um aumento de 74% nas vendas face há dois anos. Houve também um aumento de $279.5M em produtos de Cuidados Pessoais com o atributo Fair Trade, e um aumento de $125.9M para a categoria de Alimentos e Bebidas de Mercearia com o atributo durante o mesmo período.  É evidente que os consumidores estão a dar maior ênfase aos direitos humanos dos trabalhadores das cadeias de abastecimento.

Os direitos dos animais são outro movimento social que ganha reconhecimento, consideração e proteção no domínio da sustentabilidade. Agora, a categoria cruelty-free representa uma tendência crescente na beleza total e cuidados pessoais. 

A legislação estatal de beleza sem crueldade iniciou a responsabilidade pelas categorias tradicionais. Como afirma a diretora de clientes vertical de beleza da NielsenIQ, Anna Mayo, “a beleza é uma categoria de tendências, abrindo caminho para produtos inovadores e sustentáveis”. 

O California Right to Know Act exige que os fabricantes atualizem os rótulos dos produtos de limpeza para divulgar a presença de ingredientes adicionados intencionalmente, incentivando o desenvolvimento sustentável de produtos e reformulações de produtos que não satisfaçam os critérios atuais. Os dados da NielsenIQ encontraram um crescimento de 153% nos produtos domésticos sem crueldade face há dois anos.

Consumidores exigem maior transparência 

Durante as medidas de bloqueio de 2020, as emissões de carbono diminuíram em cerca de 2,4 mil milhões de toneladas, resultando num ar mais limpo nas grandes cidades. A partir de setembro de 2021, os dados da NielsenIQ Product Insight mostram um aumento de 12% no ano passado em Mercearia, Alimentação e Bebidas para produtos vendidos com menos emissões. Para a categoria Agregado Familiar, os dados mostraram um crescimento de 19% para as emissões mais baixas em relação ao ano passado, e um aumento de 34% em relação ao mesmo período de dois anos anteriores. 

Gráfico Informativo

Cada vez mais, os consumidores sentem-se desafiados pela falta de opções oferecidas e esperam uma maior transparência tanto das marcas como dos retalhistas. À medida que as preocupações ambientais crescem, é lucrativo para as marcas e retalhistas aderirem às práticas ambientais e rotular claramente o impacto dos produtos para se manterem competitivos. O target faz isto bem, fornecendo aos consumidores online a opção de filtrar com base em preocupações sustentáveis, como formulações biodegradáveis. Os retalhistas descrevem a sua dedicação a uma rotulagem clara e qualidade através de fontes sustentáveis. A transparência no abastecimento de carne, aves e vendedores de peixe significa a intenção de proteger ecossistemas delicados. 

A Whole Foods colabora com o programa Monterey Bay Aquarium Seafood Watch, uma organização sem fins lucrativos, para fornecer classificações de sustentabilidade codificadas por cores, na loja, demonstrando transparência no fornecimento selvagem. O atributo Sustentável de Frutos do Mar qualificado em Alimentos e Bebidas cresceu 20% em relação ao ano passado e 49% em relação aos dois anos anteriores.

Os produtos produzidos e cultivados localmente não esforçam consideravelmente os sistemas de cadeias de abastecimento e ajudam a estimular a economia local. Tem havido um crescimento acentuado, tanto dos retalhistas como dos fabricantes, cada vez mais empenhados nas explorações locais. A Nestlé trabalha com 600.000 agricultores locais para um fornecimento de leite seguro, de alta qualidade e nutritivo, o que, por sua vez, ajuda a estimular a economia. 

Artigos domésticos certificados Made in the USA é um negócio de 3.7B Dólares, com um crescimento de 24,9% face a dois anos anteriores. 

O segmento de Cultivo Familiar vale 1,8B Dólares para a Mercearia F&B, com um crescimento de 0,8% no ano passado e um aumento de 13,4% face a dois anos anteriores. 

Com preocupações quanto à qualidade das matérias-primas para o produto, as empresas comprometem-se a uma melhor integração vertical, como a Above Foods, uma empresa baseada em plantas dedicada a uma “seed-to-fork approach” (abordagem da semente ao garfo), como afirmou o presidente da empresa, Douglas Hines, à Forbes.

Consequentemente, com constrangimentos na cadeia de abastecimento e preocupações de sustentabilidade, a verticalização pode tornar-se mais popular. As empresas estão a reconhecer a necessidade de ligação ao terreno para práticas de gestão sustentável.

Os consumidores são agora mais astutos sobre as práticas sustentabilidade. A NPR refere que a maioria dos consumidores está ciente de que menos de 10% dos plásticos são recicláveis e que não só o plástico leva um século a degradar-se em aterros, como também pode prejudicar a vida selvagem.6

Gráfico Informativo

O segmento plastic-free (livre de plástico) sofreu um crescimento de vendas de três dígitos ao longo do ano em Mercearia, Alimentação, & Bebida e Medicação não sujeita a receita médica. Em Pet, com 40.4M Dólares, cresceu 507% só nos últimos dois anos. Os consumidores estão também a gastar com produtos domésticos compostos por recursos renováveis, que mostram um aumento de vendas de 67% face ao ano anterior, e só o atributo Sustainable Packaging Qualified mostra um crescimento de 2,0B Dólares face aos dois anos anteriores.

Os retalhistas podem cumprir as promessas de sustentabilidade, armazenando produtos com rótulos que falam de impacto ambiental para maximizar os lucros.

Melhor para nós: Oportunidades para marcas e retalhistas

À medida que a saúde humana, não-humana e ambiental se tornam questões mais importantes para os compradores, as empresas precisam de avançar ao longo da continuidade da sustentabilidade para a regeneração. Abordar a transparência sustentável é fundamental para ganhar confiança dos consumidores, especialmente da geração mais consciente do ambiente, a Geração Z, que em breve se tornará compradora de supermercados.

A construção de um mundo melhor exigirá métricas e ferramentas mais sofisticadas para medir, rastrear e contextualizar ações éticas e iniciar uma nova era onde as avaliações éticas são integradas em produtos e serviços.

Artigo original disponível em: https://nielseniq.com/global/en/insights/report/2021/sustainability-connects-retailers-brands-with-conscientious-consumers%e2%80%af/