UDI em dispositivos médicos para uso ginecológico: ganhos em segurança e eficiência atestados na LiNA Medical

A LiNA Medical, empresa produtora de dispositivos de utilização ginecológica, presente em mais de 60 países em todo o mundo, concluiu que a adoção de UDI – Unique Device Identifiers nos dispositivos médicos que integram o respetivo portfolio constitui significativo ganho em segurança dos utilizadores ou doentes, bem como eficiência na cadeia de valor.

No âmbito de uma apresentação de resultados partilhada no âmbito do Regional Forum da GS1 in Europe, no final de 2021, Marcin Foltynksi, Logistics Manager da LiNA Medical, destacou que a LiNA Medical começou por adotar UDI nos seus dispositivos para superar as entropias causadas pela utilização de diferentes etiquetas logísticas nos seus produtos, em particular, dificuldades na localização dos dispositivos e na integração de toda a informação relevante sobre cada produto.

O UDI permite a identificação individual e global de dispositivos médicos. Com base neste sistema de identificação, cada lote e dispositivo tem a sua própria identificação, atualizada em tempo real à medida que o produto criado se movimento na cadeia de valor, até à respetiva utilização ou dispensa. Marcin Foltynski destacou os benefícios da adoção de UDI, destacando, em particular a melhoria da eficiência da cadeia de valor, permitindo a fácil localização dos produtos, o combate à falsificação, a identificação de eventuais efeitos secundários e, consequentemente, o aumento da segurança dos utilizadores ou pacientes.